Quinta, 18 Março 2021 18:12

DAPIBGE Fim de um ciclo – Patrimônio

No dia 25 de março encerra-se o ciclo no DAPIBGE desde sua fundação, com a realizações de eleições para uma nova diretoria em todos os aspectos. Todos os postulantes a exceção de poucos que passaram um breve período por lá, menos de uma gestão, assumiram para renovar segundo as suas próprias palavras.
Resistimos ao máximo contra a ideia de se realizar uma eleição em plena pandemia e com tantos mortos espalhados pelo país numa evolução constantes. Cumprimos somente o estatuto, convocamos membros para formar uma comissão eleitoral e abrimos a inscrição de chapas.
A eleição iniciará no dia 22 e será concluída no dia 25 com a apresentação de uma única chapa. A votação poderá ser virtual ou presencial, não recomendável pelo fato de basicamente todos que compõem o concluir o colégio eleitoral não foram devidamente imunizados e perduram restrições à realização de eventos em locais fechados.
De qualquer forma por determinação da Comissão Eleitoral a sede estrá aberta do dia 22 ao dia 25, quando será oferecido um coquetel para os presentes, mas que cada um compareça apenas se sentir seguro.
Partimos do zero, estávamos no início do ano de 2002. A executiva nacional eleita para dirigir o sindicato prometendo renovação, já deixara claro, mesmo antes da sua posse, que sofreríamos grandes alterações com a nova gestão.
Estávamos no sindicato a partir do congresso de unificação da categoria que reuniu ASSIBGE, SINPEG e lideranças dos aposentados e pensionistas do IBGE, numa só instituição, onde passamos a constituir o departamento de aposentados e pensionistas.
Não cabe aqui relatar o que passamos até a nossa saída/expulsão do sindicato. O que importa dizer é que naquele momento toda nossa arrecadação pertencia oficialmente ao sindicato e para a criação de um novo espaço de luta não tínhamos com o que contar. O nosso impulso inicial veio através da contribuição daqueles que conheciam o caráter e a determinação dos que estavam à frente do departamento naquele momento. Começava ali a construção de um grande representado por pessoas em comunhão!
Impossibilitados de cobrar mensalidades sem caracterizar cobrança em dobro, optou-se pela solicitação de uma contribuição voluntária, que embora começasse de forma tímida, em breve já demonstraria toda a generosidade de nosso pessoal – o nosso verdadeiro patrimônio.
Criada a associação em 2002, foi estabelecida uma mensalidade de R$ 5,00; menor valor passível de desconto via contracheque, que permaneceu inalterada por vários anos. Com essa mentalidade de que o verdadeiro patrimônio são as pessoas comprometidas com o bem-estar coletivo, hoje temos um conjunto com dez salas. Salas estas todas equipadas, no centro do Rio de Janeiro, especificamente na Cinelândia; contas em dois bancos privados e nenhuma dívida - por menor que seja. Também fizemos a contratação de seguro e instalamos um sistema moderno de prevenção contra incêndio.
Parabéns à atual diretoria, que mesmo completado um ano de pandemia com sérias restrições ao nosso trabalho, inclusive com a necessidade de se prorrogar o fim do mandato para evitar vacância e problemas extras para o DAP, encerra este ciclo em tudo auspicioso, esperando. sinceramente, que o que se iniciará seja ainda mais produtivo para aposentados e pensionistas do IBGE. Não se trata de uma cobrança prematura, mas estamos sim, reafirmando a nossa disposição em ajudar em tudo que for preciso!
Em anexo apresentamos o balancete do último ano da gestão.

Loading...