Dapibge apoia o Movimento meu cargo é técnico sim.

Prezados sócios do DAPIBGE, à despeito da desinformação pela categoria do IBGE, está correndo um processo de cunho administrativo e jurídico que envolve a redefinição do que seja nível médio ou técnico na Instituição. Em função disto surgiu um movimento denominado Meu cargo é técnico sim. A Diretoria do DAPIBGE, envolvida com a assembleia de hoje (25/11/2021) e outras tarefas de urgência, obteve nesta data as primeiras informações sobre o fato. Especialmente a nota, reproduzida, abaixo, pela ASSIBGE. Desde já afirmamos o apoio formal do DAPIBGE ao movimento Meu cargo é técnico sim e com a nota emitida pela Executiva da ASSIBGE. Especialmente o trecho, abaixo, que propõe um comitê com a participação dos trabalhadores. Esta intenção do IBGE pode ser o início de um novo processo de retirada de nossos direitos, duramente conquistados. E se o IBGE se enfraquece os aposentados e pensionistas só terão a perder no futuro próximo. ¨É evidente que ao instituir o Comitê Gestor de Plano de Carreiras e Cargos – CGPCC, como instância de assessoramento do Conselho Diretor do IBGE, a Lei 11.355/06 buscou outorgar a um colegiado plural os estudos, discussões e a produção de subsídios para situações como a aqui desenhada. Contudo, diante do descaso do IBGE ao atendimento da lei, não se pode agora esperar pela recomposição do CGPCC para que só então se promova o debate do assunto. É inadiável, portanto, que seja instituída comissão paritária, com membros indicados pela direção do IBGE e pelo sindicato, nos moldes da comissão criada pela Portaria IBGE/PR 966/2014, para que num prazo que não exceda 30 dias, elabore relatório e minuta de ato administrativo específico a respeito do tema.”

Open chat